CSEE traça rumo para os próximos 4 anos na educação
Internacional

CSEE traça rumo para os próximos 4 anos na educação

A Conferência/Congresso do CSEE 2020 (Comité Sindical Europeu para a Educação) realizou-se de 30 de novembro a 2 de dezembro, para traçar o rumo para o próximo quadriénio da educação, na Região Europa da Internacional da Educação (IE). A reunião integrou ainda um conjunto de webinares prévios à Conferência e abertos a todos os interessados. O CSEE representa 127 federações sindicais, em 52 países da europa e trabalha para a promoção dos valores democráticos e da igualdade, para o desenvolvimento sustentável e apoio à comunidade docente e não docente.

Pela primeira vez desde 1977, os sindicatos membros do CSEE reuniram-se online, numa reunião inicialmente prevista para Lisboa, com o objetivo de debater questões ligadas à educação e ação sindical e eleger os novos corpos sociais. A aprovação das contas, do relatório de atividades e do plano de ação para 2020-2024 estiveram no centro do debate.

Durante a Conferência 2020, foram levantados os problemas existentes na área da educação e a necessidade de se encontrar formas de resolvê-los através do diálogo social - nacional e europeu - e da negociação coletiva.

Os delegados das organizações sindicais da educação identificaram os constrangimentos com que se confronta o setor e abordaram soluções a apresentar nas diferentes áreas, tais como o desenvolvimento ambientalmente sustentável, uma sociedade democrática ativa, a igualdade, a prevenção do aumento das desigualdades, os riscos de redução do financiamento público no setor da educação, a falta de programas digitais nacionais abrangentes ou o aumento da pressão sobre professores e educadores.

Foram ainda a debate temas como os desafios futuros da profissão docente, o ambiente de trabalho do professor: autonomia profissional e liberdade académica, a prevenção na educação de riscos ocupacionais e estratégias, a educação para a mudança social promotora de progresso em direção à igualdade e inclusão, a transformação digital, a posição unificada do CSEE contra a privatização e comercialização da educação, o apoio aos sindicatos no diálogo social ativo e a renovação sindical.

Entre os convidados para a Conferência contaram-se a Comissária Europeia para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, Maria Gabriela, a Vice-Diretora Geral da EAC-DG de Educação, Vivien Hoffman, a Presidente do Conselho de Ministros da Educação da Alemanha, Stephanie Hubig, e o Secretário-Geral da IE, David Edwards.

A Conferência elegeu o novo Presidente do CSEE, Larry Flanagan (Escócia), os seis Vice-Presidentes e os membros do Comité Executivo dos Sindicatos Regionais de Educação da Europa – um por cada país.

Ficou ainda agendada uma reunião de 5 a 6 de julho de 2021, em Liège, Bélgica, onde os delegados adotarão uma ampla gama de resoluções e planos de ação para implementar as políticas determinadas na Conferência.

No último mandato, a FNE assumiu a representação de Portugal no Comité do CSEE através de Alexandre Dias e esteve representada na Conferência 2020 por Joaquim Santos (delegado) e pela Presidente do STAAE-ZN, Rita Nogueira (observadora).
Voltar ao topo