FNE no ME para reunião sobre atualidade do sistema educativo
Comunicados

FNE no ME para reunião sobre atualidade do sistema educativo

A Federação Nacional da Educação (FNE) vai estar presente na próxima quinta-feira, 4 de agosto, pelas 16h00, nas instalações do Ministério da Educação (ME), na Avenida Infante Santo, 2, Lisboa, para uma reunião sobre temas que marcam a atualidade da educação em Portugal.

A FNE pretende debater neste encontro várias matérias que marcam o presente do sistema educativo, mas também a definição de uma agenda negocial sobre as prioridades relativas a várias matérias que necessitam de debate com vista ao próximo ano letivo.

E são várias as matérias que vamos colocar em cima da mesa tais como:

. A necessidade de se proceder à revisão das orientações que têm vigorado relativamente à definição das datas de transição de escalão dos Docentes, as quais têm estado indevidamente associadas à data de realização das reuniões das SADD (Secções de Avaliação de Desempenho Docente) dos diferentes Estabelecimentos de Ensino.

. A valorização da carreira através do crescimento salarial. É urgente aumentar salários em todos os escalões da carreira docente.

.  Insistir no pedido de uma revisão estrutural dos QZP's (Quadros de Zona Pedagógica), que não se fique por medidas remediadas e claramente insuficientes.

.  A FNE prevê um início do ano letivo 2022-2023 com alunos sem professor, situação que tem de ser definitivamente eliminada. A FNE responsabiliza o Ministério da Educação por este constrangimento.

.  Os resultados da Consulta Nacional da FNE comprovaram que a principal preocupação dos professores é o excesso de trabalho e a carga burocrática. Para a FNE urge criar um espaço de negociação sobre esta matéria o mais rapidamente possível.

A FNE relembra que, sobre estas e outras matérias, não se limitou a denunciar os problemas, mas também apresentou propostas concretas para a sua solução, que têm sido esquecidas pelo Ministério da Educação, nas limitadas oportunidades de diálogo e de concertação.

 

Porto, 3 de agosto de 2022

A Comissão Executiva

Voltar ao topo