Susan Flocken, Diretora Europeia do CSEE:
Internacional

Susan Flocken, Diretora Europeia do CSEE: "Educação de qualidade requer investimento dos governos"

Susan Flocken, diretora Europeia do CSEE - Comité Sindical Europeu para a Educação, deu a todos os trabalhadores da educação as boas-vindas ao novo ano letivo.

Congratulando-se pelo facto de este regresso ser absolutamente presencial, Susan Flocken recorda que apesar de tudo a pandemia de COVID-19 ainda não terminou e exige de todos a máxima atenção e garantias de segurança para a saúde de docentes e de trabalhadores da educação nas escolas.

Nesta declaração, ficou também uma palavra para a Ucrânia e para os milhares de alunos que naquele país estão impedidos de frequentar a escola, deixando a solidariedade do CSEE para com os sindicatos na Ucrânia, assim como com as famílias e professores que tudo fazem para garantir apoio ao presente e futuro de milhares de crianças.

Susan Flocken deixou um alerta para os possíveis problemas políticos advindos da queda da economia, que podem colocar em risco o apoio aos refugiados ucranianos. "Vivemos uma época de aumento de preços, salários estagnados e de aumento do fosso entre pobres e ricos. Em muitos países as greves na educação começam a aparecer, com pedidos aos governos de adaptação dos salários às condições económicas". Por isso, é "fundamental valorizar as carreiras, como base para uma educação de qualidade".

O CSEE tem alertado junto dos governos que "cortar nos orçamentos educativos e forçar a privatização da educação não é o caminho certo. Uma educação de qualidade requer investimento dos governos".

A terminar, a diretora do CSEE anunciou uma campanha com a duração de dois anos, para promover a atratividade das carreiras na educação, baseada em dez pontos assumidos na Conferência de Liège de julho deste ano.


Voltar ao topo