FNE apela à Eliminação da Violência contra as Mulheres
Internacional

FNE apela à Eliminação da Violência contra as Mulheres

A FNE associa-se a organizações sindicais da Educação em todo o mundo numa campanha para eliminar a violência contra as mulheres e fazer uma chamada renovada para a adoção de uma Convenção e uma Recomendação da OIT (Organização Internacional do Trabalho), sobre a violência baseada no género no local de trabalho.

A FNE alia-se desta forma à Confederação Sindical Internacional (CSI), que está em campanha por uma Convenção da OIT para acabar com a violência de género, a ser adotada em 2019, por ocasião do centenário desta organização.

Neste sentido, a FNE pede ao Governo e aos empregadores nacionais que tudo façam para promover o trabalho digno das mulheres trabalhadoras e apoiar um padrão laboral forte e inclusivo no que respeita à violência e assédio no mundo laboral.

O apelo renovado da FNE vem no Dia Internacional da ONU para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, que se comemora no dia 25 de novembro de cada ano. Em 2018, este dia dá início a uma campanha anual de 16 dias de ativismo contra a violência de género. O tema deste ano é “Orange the World #HearMeToo” (Pinta o Mundo de Cor de Laranja#Ouve-meTambém) e pretende esclarecer os testemunhos das vítimas do sexo feminino e exigir o fim da impunidade para quem comete abuso.

Uma Convenção da OIT poderia ser colocada na legislação da União Europeia e nacional e exigir que todos os locais de trabalho tenham procedimentos para lidar com a violência e o assédio, proporcionando às vítimas direitos claramente definidos, capazes de por em prática sanções contra os perpetradores. A violência e o assédio custam vidas e meios de subsistência e afetam milhões de mulheres e as suas famílias.

O Comité de Definição de Padrões da OIT sobre Violência e Assédio no Mundo do Trabalho realizou a sua primeira discussão durante a Conferência Internacional do Trabalho (ILC) em junho de 2018 e adotou propostas de Conclusões para um Instrumento da OIT sobre violência de género no local de trabalho. A maioria dos governos apoiou a adoção de um instrumento da OIT em junho de 2018, mas os desafios permanecem.

Na ILC de junho de 2019, que marcará o centésimo aniversário da OIT, o Comité de Fixação de Padrões vai reunir pelo segundo ano. O objetivo da discussão é finalizar as negociações e decidir sobre o formato de um Instrumento sobre a violência de género no local de trabalho. A ILC de 2019 decidirá pela adoção de uma convenção juridicamente vinculativa, uma recomendação não juridicamente vinculativa ou por uma convenção complementada por uma recomendação.

A Internacional da Educação sublinha que a violência no local de trabalho é uma questão de "vida real" no setor de educação. A sua posição é a de que a OIT deve adotar o instrumento mais forte possível, que é uma convenção juridicamente vinculativa complementada por uma recomendação.

A FNE, como federação da educação, continua comprometida em erradicar a violência quando ela surge nas escolas e em todos os ambientes educativos, como uma questão no local de trabalho, bem como quando se manifesta de formas que violam o direito à educação dos alunos, geralmente referida como “género relacionado com a escola”.

O bullying, e em particular o cyberbullying, é o foco central desta campanha, com mulheres e jovens sendo particularmente vulneráveis ​​em plataformas digitais. Um estudo recente do Instituto Europeu para a Igualdade de Género (EIGE) revelou que 51% das mulheres jovens e 42% dos homens hesitam em participar em debates nas redes sociais depois de sofrerem abusos online. O cyberbullying está a forçar as mulheres e jovens a autocensurarem-se ou absterem-se de apresentar seus pontos de vista online, o que os impede de uma cidadania totalmente ativa.

A violência de género é uma violação fundamental dos direitos humanos. Cabe-nos a nós, sindicatos da educação, agir para que as escolas e todos os ambientes educativos sejam espaços seguros e protegidos, tanto para trabalhadores como para alunos.


FNE, 23 de novembro de 2018




http://www.un.org/es/events/endviolenceday/



Calendário Escolar 2018/2019

Calendário Escolar 2018/2019

O calendário de atividades educativas e escolares constitui um elemento indispensável à organização e planificação do ano escolar por cada unidade orgânica que integra o sistema educativo.

Ler Mais
Voltar ao topo