Conferência do CSEE 2020: Valorizar mais de 11 milhões de professores e não docentes na educação
Internacional

Conferência do CSEE 2020: Valorizar mais de 11 milhões de professores e não docentes na educação

Nos dias 1 e 2 de dezembro de 2020, o Comité Sindical Europeu para a Educação (CSEE) realiza a sua Conferência quadrienal sob o lema “Campanha para valorizar a profissão docente para a solidariedade, democracia, igualdade e sustentabilidade”. Pela primeira vez na sua história, esta importante Conferência será organizada online, e não em Cascais, Portugal, como estava inicialmente previsto.

Organizações sindicais membros de toda a região europeia reúnem virtualmente para debater e tomar decisões importantes em representação das realidades e desafios de mais de 11 milhões de professores e não docentes do setor da educação.

A crise do COVID-19 afetou fortemente a vida das pessoas, o seu trabalho e os sistemas educativos em geral. No setor da educação, a crise agravou-se e trouxe para primeiro plano desafios que já existiam há muito tempo, como o aumento das desigualdades, a diminuição do financiamento público no setor, os mecanismos de mercado que minam a educação de qualidade, o diálogo social e a negociação coletiva, a falta de programas nacionais abrangentes de digitalização, bem como a pressão crescente sobre professores e outros profissionais da educação, apenas para citar alguns.

Fundada na solidariedade sindical, a Conferência é a oportunidade para as organizações sindicais membros do CSEE debater e adotar estratégias sobre como lidar com esses desafios do presente e futuros da profissão docente. Os delegados de cada organização identificarão maneiras pelas quais os sindicatos da educação na Europa podem abraçar a mudança social em áreas vitais, como o desenvolvimento ambiental sustentável, a cidadania democrática ativa, a igualdade ou a inclusão.

Oradores convidados, como Maryia Gabriel (Comissária Europeia para a Educação), Vivianne Hoffmann (Vice-Diretora-Geral da DG Educação-EAC), Dra. Stefanie Hubig (Presidente do Conselho dos Ministros da Educação da Alemanha), David Edwards (Secretário Geral da Educação Internacional), enriquecem a conferência com o seu pensamento sobre professores e sindicatos da educação, que estão a liderar as campanhas em cada país a favor da valorização da profissão docente.

Os pontos centrais de decisão nesta Conferência virtual do CSEE 2020 são as eleições do Presidente do CSEE, dos Vice-Presidentes e dos membros do Comité para o mandato 2021-2024, bem como as decisões constitucionais e a principal resolução da conferência, o programa de trabalho do CSEE e o respetivo orçamento para o quadriénio.

A resolução principal a ser adotada diz respeito ao compromisso dos sindicatos da educação em se envolver ativamente na mudança social baseada na justiça, igualdade de oportunidades, educação de qualidade e num forte diálogo social. A resolução considera a necessidade de manter a luta sindical pelos princípios fundamentais da democracia, solidariedade, igualdade, sustentabilidade e respeito pelos direitos sindicais e humanos no contexto da pandemia, num clima de políticas neoliberais e polarização do discurso nacionalista.

Além de Alexandre Dias, representante de Portugal no mandato atual do Comité, a FNE estará representada na Conferência por Joaquim Santos (delegado principal) e pela Presidente do STAAE-ZN, Rita Nogueira (observadora).

Veja aqui o site da Conferência

Voltar ao topo