III Prémio Ibero-Americano de educação em direitos humanos Óscar Arnulfo Romero
Acontece (+)

III Prémio Ibero-Americano de educação em direitos humanos Óscar Arnulfo Romero

A Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) e a Fundação SM lançaram a terceira edição do Prémio de Direitos Humanos Óscar Arnulfo Romero. O prémio reconhece o trabalho de escolas e ONG com programas em prol do direito à educação, da convivência na escola, da paz, das liberdades, da inclusão ou dos direitos humanos, entre outros. 

 

Portugal é um dos 20 países participantes, a par de: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai.

 

O prémio homenageia Óscar Arnulfo Romero, Monsenhor Romero, foi um sacerdote de El Salvador, o quarto arcebispo da metrópole e um forte defensor dos direitos humanos. Ele foi assassinado em 24 de março de 1980, enquanto celebrava uma missa, um marco que para muitos desencadeou a guerra civil no país que durou 12 anos e que deixou para trás cerca de 100.000 mortos. No último 14 de outubro, o Papa Francisco canonizou-o, tornando-o o primeiro santo de El Salvador. A sua figura dá nome a este prémio.

 

As instituições poderão inscrever os seus projetos até 15 de maio, inclusive, optando pela Categoria A: Escolas (educação formal) ou pela Categoria B: Organizações da sociedade civil (ONG) e de educação não formal. Um júri selecionará duas experiências vencedoras em cada categoria por país participante e anunciará a sua decisão no dia 5 de junho. As bases da convocatória estão acessíveis no site da OEI Portugal.

 

Numa segunda fase, em setembro, um júri internacional selecionará os vencedores ibero-americanos em ambas as categorias. Estes vencedores receberão cinco mil dólares para investir nas iniciativas apresentadas e premiadas. Estes prémios serão entregues no último trimestre do ano num país a ser definido.

 

Realça-se que este processo é promovido em parceria com a área governativa da Educação, sendo em Portugal enquadrado na dinâmica criada pela Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania e pelas Comemorações dos 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

 

Para informação regista-se que na edição anterior, mais de 300 projetos foram apresentados. Em 2017, a 2ª Edição contou com a participação de 5 concorrentes de Portugal, assim distribuídos pelas duas categorias a concurso:

Categoria A – Centros Escolares:

  • Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Novo. Campanha de Solidariedade com as crianças com SIDA/HIV, de Tete (Moçambique);
  • Agrupamento de Escolas Gardunha e Xisto. “Experiência Educacional do Clube de Voluntários Proximus”;
  • Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano (Porto). “Sign Up! Movimento para a Educação e Cultura Inclusivas”;

Categoria B – ONG/Sociedade Civil:

  • Amnistia Internacional Portugal. “Stop Bulling”.

Na fase internacional, duas escolas da Bolívia e da Colômbia e um projeto de eco tecnologia e adolescentes do Peru e o Museu da Imagem e da Palavra de El Salvador conquistaram prémios entre os mais de 300 projetos de 19 países ibero-americanos inscritos.

 

Poderá aceder ao material audiovisual em português neste link.

 

A Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) é o primeiro organismo intergovernamental de cooperação do espaço ibero-americano. Criada em 1949, trabalha para promover o desenvolvimento sustentável da região através dos seus três campos de atuação. Atualmente, 23 Estados membros fazem parte da OEI, que conta com 18 escritórios regionais, além da Secretaria-Geral em Madrid. O Escritório em Portugal iniciou a sua atividade em 2018, enquadrando-se nas prioridades de ação da instituição, com realce para o reforço do intercâmbio entre a região e Portugal, para a triangulação com o espaço CPLP e para a Língua Portuguesa.

 

Calendário Escolar 2018/2019

Calendário Escolar 2018/2019

O calendário de atividades educativas e escolares constitui um elemento indispensável à organização e planificação do ano escolar por cada unidade orgânica que integra o sistema educativo.

Ler Mais

AS MAis Lidas

Ação sindical (+) 2019-01-04 às
Voltar ao topo