FNE alerta para falhas no circuito de vacinação
Ação sindical

FNE alerta para falhas no circuito de vacinação

A FNE assinala a forma positiva como genericamente decorreu a vacinação de docentes e não docentes neste fim de semana, mas regista que em algumas circunstâncias os procedimentos adotados não contemplaram todos os Docentes e Não Docentes de alguns Agrupamentos.

Tal aconteceu nomeadamente no Agrupamento de Escolas (AE) Eugénio de Andrade, no Porto, onde apenas cinco profissionais foram vacinados, nenhum deles educador ou professor do 1º ciclo. Ao que parece, houve uma falha no circuito das listas, pelo que o Agrupamento já enviou um novo ficheiro atualizado para o Ministério da Educação (ME).

No Agrupamento de Escolas de Padrão da Légua, em Matosinhos, não foram convocados os educadores e os docentes do 1º ciclo. Este Agrupamento desconhece o motivo por que tal sucedeu, pelo que vai ser processado um novo agendamento. A DGESTE e a Task Force estão a envidar todos os esforços para resolver a situação.

Por outro lado, no Agrupamento de Escolas Clara de Resende, no Porto, também é desconhecida a razão por que apenas os não docentes foram vacinados. O Agrupamento enviou os ficheiros, mas os docentes não foram convocados para a vacinação, o que obrigará a um novo agendamento.

Em vários outros agrupamentos do país houve vários constrangimentos devido à não atualização de alguns dados, designadamente números de telefone.

Outro problema confiado à FNE teve que ver com o envio errado de dados de docentes e não docentes. Noutros casos os profissionais não foram convocados porque, pura e simplesmente, não constavam das respetivas listas. Os Agrupamentos estão agora a fazer o levantamento de quem não foi convocado, para enviar novas listagens para o ME.

A FNE acompanha as preocupações de todos os profissionais da educação, docentes e não docentes, de Creches, Educação de Infância e 1º ciclo que, por uma ou outra razão, não foram vacinados no passado fim de semana, e espera que todas as falhas ocorridas sejam de imediato reparadas, para bem da saúde e segurança de todos, incluindo, como é óbvio, a saúde e segurança dos alunos.
Voltar ao topo