FNETV


2022-05-16

Reunião com Ministério da Educação - 16-05-2022

Declaração de João Dias da Silva no final da reunião no ME.

2022-05-13

Novo CCT da FNE e CNEF com fatores de grande valorização

Declaração de José Ricardo Coelho, Vice-Secretário-Geral da FNE e líder da Frente Negocial da UGT.

Após um processo negocial que se estendeu por três meses, a FNE e a CNEF - entidade que representa a grande maioria dos empregadores do setor privado da educação e formação - chegaram a um acordo de revisão do CCT com fatores de grande valorização, que vai abranger cerca de 600 escolas e 32 mil trabalhadores docentes e não docentes.

2022-04-19

Renascença | Uso de máscara nas salas de aula

Arranca hoje o 3º período do ano letivo. Nas escolas, o uso de máscara mantém-se obrigatório no interior das salas de aula, uma vez que de acordo com a DGS a transmissão de COVID-19 continua elevada. A medida é aceite pela FNE que mantém o princípio de aceitar a decisão dos especialistas.
Declarações de João Dias da Silva.

2022-04-12

TSF | Transferência de competências e as críticas dos autarcas ao Governo

"Fórum TSF" sobre a transferência de competências e as críticas dos autarcas ao Governo.

Como avalia as críticas ao processo de descentralização? Faz sentido transferir competências em áreas como a saúde e a educação, sem que as câmaras recebam as verbas necessárias? Corremos o risco de as populações ficarem prejudicadas? Comentário de João Dias da Silva - "Para a FNE este processo não foi conduzido de forma completa e o Governo não fez bem o trabalho de casa relativamente ao que é a articulação que se devia criar com os municípios e à clarificação daquilo que está em causa ".

2022-04-06

TSF | A falta de professores no sistema educativo público em Portugal

Fórum TSF: a falta de professores no sistema educativo público em Portugal.

Participação de João Dias da Silva, Secretário-Geral da FNE: "Este é um problema há muito identificado pela FNE e com apresentação de propostas".

2022-03-29

Renascença | FNE pede medidas urgentes para a falta de professores

A FNE pretende insistir nas propostas que já avançou com o novo ministro da Educação. João Dias da Silva lamenta que o Governo tenha ficado a olhar para os estudos que apontavam o horizonte de 2030, sem procurar respostas a curto prazo.

“O que é surpreendente é que o Governo tenha ficado completamente a olhar para o distante sem ter em conta aquilo que tinha de fazer agora relativamente a medidas que já deviam ter sido adotadas para responder a esse problema. Vamos estar agora confrontados com a necessidade de medidas políticas que sejam urgentes para terem impacto e no próximo ano e nos próximos anos não volte a repetir-se aquilo a que temos assistido, que é o facto de termos alunos sem professor”, diz.

O sindicalista adianta que, na quinta-feira, a FNE irá pedir uma reunião ao novo ministro.


Voltar ao topo