FNE faz balanço do ano letivo e divulga resultados da consulta nacional em conferência de imprensa
Comunicados

FNE faz balanço do ano letivo e divulga resultados da consulta nacional em conferência de imprensa

A FNE (Federação Nacional da Educação) promove na próxima quinta-feira, dia 29 julho de 2021, pelas 11h00, uma Conferência de Imprensa no Hotel Mercure (Avenida José Malhoa, nº23A), em Lisboa, para apresentar publicamente o balanço do ano letivo 2020-2021 e divulgar os resultados da última Consulta Nacional aos docentes e não docentes e que avaliou as condições em que decorreu o ano escolar agora a terminar.

Num ano letivo novamente marcado por dificuldades e condições excecionais que provocaram impactos não só ao nível do ensino e educação, mas também a nível social, é por todos reconhecido como a escola e os seus profissionais – docentes e não docentes – são insubstituíveis e incontornáveis para a formação de crianças e jovens, assim como para a promoção de uma escola pública inclusiva e de qualidade para todos.

A FNE considera que o ano escolar de 2021/2022 vai abrir com exigências reforçadas em relação às condições que devem ser reconhecidas às escolas e aos seus profissionais para que possam planificar e pôr em execução todas as ações que forem ajustadas à promoção de processos de ensino-aprendizagem adequados às necessidades de cada aluno e de suas dificuldades.

Nesta conferência de imprensa de final de ano letivo, a FNE vai também apresentar as suas preocupações e propostas para a preparação do ano letivo de 2021/2022 e as linhas reivindicativas urgentes sobre as condições de abertura deste novo ano escolar, relativas a outras matérias que não apenas a negociação do regime de concursos, tais como a formação inicial de docentes, os limites do tempo de trabalho, o rejuvenescimento da profissão docente e as carreiras específicas para Trabalhadores Não Docentes.

Nesta ocasião, proceder-se-á também à apresentação das iniciativas que estão em preparação para o primeiro período do próximo ano letivo, quer no quadro da ação reivindicativa, quer no quadro da formação de docentes e de não docentes.

Informamos que é necessário para acesso à sala de conferência a apresentação de certificado digital de vacinação válido ou a realização de um teste rápido de antigénio (TRAg), na modalidade de autoteste, no momento, à porta do espaço, com o apoio e a supervisão dos responsáveis pelos mesmos.

É também possível o acesso com um dos seguintes testes:

- Teste laboratorial de amplificação de ácidos nucleicos (TAAN), realizado nas 72 horas anteriores à sua apresentação;

- Teste rápido de antigénio (TRAg), verificado por entidade certificada, realizado nas 48 horas anteriores à sua apresentação;

- Teste rápido de antigénio (TRAg), na modalidade de autoteste, nas 24 horas anteriores à sua apresentação, na presença de um qualquer profissional de saúde ou da área farmacêutica que certifique a realização do mesmo e o respetivo resultado;

 

Convidamos todos os Órgãos de Comunicação Social a acompanharem esta iniciativa.

 

Porto, 27 de julho de 2021

A Comissão Executiva da FNE

Voltar ao topo