<![CDATA[Noticias]]> https://fne.pt Fri, 20 Apr 2018 19:41:10 +0100 Fri, 20 Apr 2018 19:41:10 +0100 (fne@fne.pt) fne@fne.pt Goweb_Rss http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss <![CDATA[FNE reúne com PS na Assembleia da República]]> https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8294 https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8294 O Grupo Parlamentar do Partido Socialista (PS) recebe amanhã, 6ª feira, às 16h00, uma delegação da Federação Nacional da Educação (FNE), na Assembleia da República (Edifício Novo).

Após as audições com PSD, CDS, BE e PAN, a FNE vai agora reunir com o PS na sequência da situação de impasse a que chegaram as negociações com o Ministério da Educação a propósito de todas as matérias que constavam da Declaração de Compromisso assinada em 18 de novembro passado.

Este encontro justifica-se ainda mais pelo facto de a própria Assembleia da República ter aprovado, em dezembro, uma Recomendação ao Governo para que, nas negociações para a recomposição da carreira, seja considerado todo o tempo de serviço congelado.

A FNE irá reforçar aos elementos do PS a necessidade de que estes intervenham junto do Governo, no sentido de cumprir inteiramente a Recomendação aprovada e que consta da Resolução nº 1/2018 sobre a recuperação integral do tempo de serviço congelado.

A delegação da FNE leva ainda para este encontro outras matérias que constam da declaração de compromisso, bem como outras ainda que afetam todos quantos trabalham em Educação.

Porto, 19 de abril de 2018

]]>
Thu, 19 Apr 2018 00:00:00 +0100
<![CDATA[FNE reúne com PS na Assembleia da República]]> https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8295 https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8295 O Grupo Parlamentar do Partido Socialista (PS) recebe amanhã, 6ª feira, às 16h00, uma delegação da Federação Nacional da Educação (FNE), na Assembleia da República (Edifício Novo).

Após as audições com PSD, CDS, BE e PAN, a FNE vai agora reunir com o PS na sequência da situação de impasse a que chegaram as negociações com o Ministério da Educação a propósito de todas as matérias que constavam da Declaração de Compromisso assinada em 18 de novembro passado.

Este encontro justifica-se ainda mais pelo facto de a própria Assembleia da República ter aprovado, em dezembro, uma Recomendação ao Governo para que, nas negociações para a recomposição da carreira, seja considerado todo o tempo de serviço congelado.

A FNE irá reforçar aos elementos do PS a necessidade de que estes intervenham junto do Governo, no sentido de cumprir inteiramente a Recomendação aprovada e que consta da Resolução nº 1/2018 sobre a recuperação integral do tempo de serviço congelado.

A delegação da FNE leva ainda para este encontro outras matérias que constam da declaração de compromisso, bem como outras ainda que afetam todos quantos trabalham em Educação.

Porto, 19 de abril de 2018

]]>
Thu, 19 Apr 2018 00:00:00 +0100
<![CDATA[Conferência de Imprensa FNE/FESAP sobre a greve dos Não Docentes do dia 4 de maio de 2018]]> https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8290 https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8290 Recorda-se que a FNE e a FESAP entregaram no passado dia 12 de abril um pré-aviso de greve dos trabalhadores não docentes, constituindo esta decisão a consequência da falta de reconhecimento relativamente às sucessivas propostas e preocupações que têm sido apresentadas à tutela relativamente aos Trabalhadores Não Docentes para uma escola de qualidade.

Já no final do ano passado, e na sequência do debate promovido a propósito da Petição que a FNE e FESAP apresentaram para o restabelecimento das carreiras dos trabalhadores não docentes, a Assembleia da República, em 15 de dezembro de 2017, aprovou uma Resolução que recomendava ao Governo que, em negociação com as organizações sindicais, restabeleça as carreiras dos trabalhadores não docentes.

Por outro lado, a FNE e a FESAP sublinham desde há muito que a precariedade não pode continuar a ser a marca associada a estes Trabalhadores, aos quais deve ser reconhecido o direito a vinculação na sequência de duas contratações sucessivas, eliminando-se de vez todas as situações precárias que garantem o funcionamento regular das escolas.

Ambas as organizações sindicais exigem igualmente aumentos salariais justos que travem a degradação dos salários.

É por isso que, verificada a indiferença do Ministério da Educação e do Governo em relação a estes problemas, a FNE e a FESAP consideram essencial dar voz à insatisfação destes Trabalhadores, convocando uma Greve Nacional de Trabalhadores Não Docentes para o dia 4 de maio de 2018.

Convidam-se os órgãos de comunicação social a estarem presentes nesta iniciativa.

Lisboa, 18 de abril de 2018

]]>
Wed, 18 Apr 2018 00:00:00 +0100
<![CDATA[Conferência de Imprensa FNE/FESAP sobre a greve dos Não Docentes do dia 4 de maio de 2018]]> https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8289 https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8289

Recorda-se que a FNE e a FESAP entregaram no passado dia 12 de abril um pré-aviso de greve dos trabalhadores não docentes, constituindo esta decisão a consequência da falta de reconhecimento relativamente às sucessivas propostas e preocupações que têm sido apresentadas à tutela relativamente aos Trabalhadores Não Docentes para uma escola de qualidade.

Já no final do ano passado, e na sequência do debate promovido a propósito da Petição que a FNE e FESAP apresentaram para o restabelecimento das carreiras dos trabalhadores não docentes, a Assembleia da República, em 15 de dezembro de 2017, aprovou uma Resolução que recomendava ao Governo que, em negociação com as organizações sindicais, restabeleça as carreiras dos trabalhadores não docentes.

Por outro lado, a FNE e a FESAP sublinham desde há muito que a precariedade não pode continuar a ser a marca associada a estes Trabalhadores, aos quais deve ser reconhecido o direito a vinculação na sequência de duas contratações sucessivas, eliminando-se de vez todas as situações precárias que garantem o funcionamento regular das escolas.

Ambas as organizações sindicais exigem igualmente aumentos salariais justos que travem a degradação dos salários.

É por isso que, verificada a indiferença do Ministério da Educação e do Governo em relação a estes problemas, a FNE e a FESAP consideram essencial dar voz à insatisfação destes Trabalhadores, convocando uma Greve Nacional de Trabalhadores Não Docentes para o dia 4 de maio de 2018.

Convidam-se os órgãos de comunicação social a estarem presentes nesta iniciativa.

Lisboa, 18 de abril de 2018

]]>
Wed, 18 Apr 2018 00:00:00 +0100
<![CDATA[VI Convenção Nacional 2018]]> https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8291 https://fne.pt/pt/noticias/detail/id/8291 Realiza-se no próximo dia 26 de maio de 2018, no Europarque, na cidade de Santa Maria da Feira, a "VI Convenção Nacional" coorganizada pela FNECONFAPANDAEP e FNAEBS.

Este ano o tema escolhido para debate foi "POR UMA ESCOLA PARA TODOS".






Convenção Nacional 2017


FAÇA AQUI A SUA INSCRIÇÃO
(disponível até às 17:00 do dia 21 de maio 2018)

]]>
Wed, 18 Apr 2018 00:00:00 +0100